segunda-feira, 28 de outubro de 2013

New Beginings!




Nada como um projeto novo, diferente e desafiante para dar um abanão na apatia outonal e reavivar a vontade de trabalhar, de me mexer e de fazer pela vida!
Um dia ainda gostava de encontrar uma explicação para esta minha sede de recomeços, de renovação. Acho que é talvez uma das coisas que melhor me define, o gosto que tenho por recomeçar, por quebrar a rotina, por mudar as coisas de sítio, em sentido literal e figurado!
São poucas as coisas na minha vida que gosto que se mantenham imutáveis com o tempo e nesse sentido (como em tantos outros) tenho a profissão ideal, porque cada novo livro me dá uma sensação de novidade, um mundo de possibilidades e conhecimentos que me enche o coração e a cabeça de alegria! (Depois, lá para a página 200 dos ditos, começo a aborrecer-me, a desejar ver o fim e a querer começar uma coisa diferente!)

Sou gaja para pegar num copo de tinto que sobrou do jantar de ontem e brindar aos recomeços! E eu nem gosto de tinto!

*
*


terça-feira, 22 de outubro de 2013

Quentinho...



Depois da descida de temperatura de ontem, e da monumental chuvada que caiu durante a tarde e noite nesta terra que mais parece um aquário, chegou a altura de arrumar as camisolinhas frescas e de trocar os sapatos de lugar.
As sabrinas, as sandálias e as cunhas que me levaram para todo o lado durante este verão, que a certa altura me parecia interminável, deram lugar às botas de cano alto e às galochas.
Adoro o verão, nasci no verão e é a minha estação, com céu azul e sol brilhante, mas também gosto do inverno; a única coisa por que não morro de amores é pelo vento e pela chuva. Embora também não goste de calor opressor, aquele calor que não nos deixa dormir e que torna o trabalho (muitas vezes com dois computadores e dois candeeiros) um verdadeiro tormento, foi com alguma nostalgia que hoje arrumei o armário, empurrando as blusas para uma ponta e puxando as camisas e casacos para o meio.
Chegou a altura das castanhas assadas, dos lenços ao pescoço e dos lençóis polares.
E eu devo estar de facto a ficar velha, porque gosto deste conforto quentinho todo!

*
*

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

True that!

Há uns tempos inscrevi-me num site de umas meninas que procuram consciencializar as pessoas do seu valor e despertar os talentos e amores próprios adormecidos. 
De vez em quando recebo mensagens inspiradoras e motivacionais bastante energéticas, engraçadas, bem-humoradas que me inspiram de verdade e me dão vontade de fazer mais e melhor.

A de hoje é especialmente adequada, porque sempre que digo a alguém o que faço e que trabalho em casa, ouço o famoso: Ahh, tu tens muita sorte.
A minha resposta padronizada é que a sorte dá muito trabalho!


We hear this a lot:
“You’re sooooooooo lucky. You work for yourself. You get to do what you love. I wish I could do that.” Followed by a long, dramatic sigh.

We do feel blessed and lucky, but luck didn’t have much to do with it.
We hit potholes, faced gremlins, and fought off the dark forces {a.k.a. our inner critics} just like every other entrepreneur. 

Too often, entrepreneurs see successful people and think it came easy. Ninety-nine percent of the time, that’s just plain wrong. Building a business and life you love is not painless, but damn, it’s worth every drop of sweat.


*
*

terça-feira, 15 de outubro de 2013

...





Há uns dias, houve alguém que foi muito desagradável comigo, e que à frente de várias outras pessoas, me disse coisas desagradáveis que magoariam qualquer pessoa insegura e cheia de paranoias, como eu. Procurei levar na brincadeira, fiz das tripas coração para não responder na mesma medida e estive a noite toda com o coração apertado.
Eu sou bruta com frequência, normalmente quando não devo ser, mas quando me apanham desprevenida, quando me acertam naquele sítio que dói, encolho-me como um ouricinho...

*
*

terça-feira, 1 de outubro de 2013

:)



O  que eu adorava não ter qualquer tipo de preocupação ambiental, para poder ficar no duche durante meia hora, com a água a correr e a lavar a alma a 45º!!


*
*