quinta-feira

.



Não sei ao certo quando isto começou, quando se tornou mais generalizado e tenho quase a certeza de que o problema é meu, que de alguma forma se me esgotaram as reservas de paciência, que a tolerância (palavra e noção que detesto visceralmente por ser mais altiva e arrogante do que bondosa e benéfica) é coisa que não consta no meu catálogo de características, mas as pessoas cansam-me.
As pessoas cansam-me tanto.
Salvo raras exceções, salvo alguns cantos preenchidos no coração, as pessoas cansam-me, esgotam-me, exasperam-me, irritam-me e fazem-me revirar os olhos com tanta força que chego a conseguir contar as sinapses. 

Tenho quase a certeza de que o problema é meu.

*
*

Sem comentários: