sexta-feira

Coisas boas

Yup





Numa tentativa de me concentrar em coisas boas, de chegar ao fim dos dias e pensar no que foi positivo em vez de estar para ali deitada a pensar no que correu menos bem, comecei a escrever na agenda a melhor coisa que me aconteceu naquele dia. Ou coisas, que pode ser mais do que uma.
Sei que há muitas pessoas a fazer isto, numa espécie de diário positivo, ou de gratidão, e até já li que é altamente motivador e, lá está, positivo para a racionalização dos dias, das alegrias e das frustrações.
Por isso, em vez de me concentrar nas coisas em que fico aquém (e que ultimamente foram muitas), concentro-me naquelas que correram bem. Não precisam de ser coisas extraordinárias, que mudam vidas, basta que me tenham feito sentir bem, de uma forma ou de outra. Pode ser uma conversa, um abraço, o número de páginas que consegui fazer, um episódio bom de uma série, enfim, coisas simples.
Parece que ultimamente todos nos esforçamos muito para atingir a excelência e a plenitude em tudo e mais alguma coisa; parece que temos de ser excelentes em tudo, ser o melhor de todos, fazer melhor, fazer mais. Este meu registo de coisas boas é principalmente para exercitar o regresso à simplicidade, que é com toda a franqueza onde sou mais feliz. As coisas simples também são fontes de bem-estar. Nem que seja uma coisa tão trivial como comprar mirtilos a 0,89€ a caixa!
É que adoro mirtilos, e fiquei mesmo contente.

Não sei bem o que diz isto do meu dia, mas não importa. Foi uma coisa boa!
E para já chega.


*
*


2 comentários:

Naná disse...

Há um ano e meio atrás comecei a escrever numa nota do Evernote todas as pequenas coisas que me deixaram feliz. A nota chama-se "baú da felicidade" e todos os dias encontro pequenas coisas para registar, um sorriso de alguém desconhecido, a simpatia de um funcionário que me atendeu numa repartição, ganhar 4€ no euromilhões, tiradas dos meus filhos.

Porque no final das contas, estas são as coisas que nos fazem felizes e que muitas vezes menosprezamos!
Desde que passei a fazer isso, tomei consciência de que tenho tanto pelo qual estar grata e feliz!

Num registo similar, comecei há 2 meses um 365 Grateful, é um projecto de fotografia. Todos os dias tento tirar uma fotografia duma coisa que acho bonita ou de algo que me deixou feliz: desde a vista do rio de manhã quando vou para o trabalho, ou uma árvore de magnólias que nunca tinha reparado que existia no meu caminho para casa, ao prato do sushi, às nuvens...
https://youtu.be/zaufonUBjoQ

Carta a Portugal disse...

Parabéns pela coragem. Identifico todas as suas palavras.