sexta-feira

Saber quem somos



Por muitas frases inspiradoras que leia e quadrinhos lindos que me apareçam no Pinterest, a verdade é que continuo a dar importância ao que os outros pensam de mim, tanto aqueles que me são próximos como os que não acrescentam nada à minha vida.
Gostava de ser diferente, de me borrifar para as opiniões alheias, de saber (sempre) quem sou, como sou de verdade e de relativizar aquilo que realmente não interessa.
Mas a verdade é que continuo a ser um frasquinho de cheiro quando alguém aponta ou salienta uma coisa que me incomoda, quando me dizem que tenho olheiras e papos ou, ultimamente, que estou magrinha.
Já me perguntaram se estou doente!
E o que é que eu fiz? Fui à médica pedir análises, porque isto nunca se sabe.

Curiosamente, quando me dizem que estou gira, que estou bem, que a minha barriga quase desapareceu por completo, que o cabelo é bonito, que não parece que tenho 40 anos, não sinto nada; não sinto vaidade, não fico com o ego lá em cima; parece que as palavras boas, os elogios não penetram nesta minha insegurança, mas as críticas... basta uma palavrinha e já fico a pensar naquilo o dia inteiro.
Tenho de mudar isto. É cansativo.
Sinto-me bem por fora, mas às vezes fico cheia de tremores por dentro.

E entretanto se fosse pessoa de rezar, já tinha ido um terço para as análises virem boas.



*
*




6 comentários:

gralha disse...

O diabo que carregue as convenções estéticas e as expectativas dos outros.
As análises não vão dizer-te isto, digo eu: és maravilhosa, mulher.

Ana. disse...

És uma querida, gralhinha!
E tenho umas saudades imensas de te ler...
:)

Amigo Imaginário disse...

Eu também tenho saudades de ler a gralha!

Quanto a ti, digo-te que se eu fosse capaz de fazer aquelas acrobacias de cabeça para baixo como tu, ninguém me havia de conseguir deitar abaixo.

Naná disse...

Ai ai ai ai... manda lá a insegurança ir pastar!

Volta Gralha, volta :)

Raquel disse...

Engraçado que acabei de ver umas fotos tuas recentes e pensei: " Que gira que a Ana está! Cabelo super brilhante, comprido, e parece mais magra! Os anos não passam por ela! Esta miúda cuida-se e bem!"
E o que se vê por fora, é o espelho do que vai aí dentro, de certezinha que as análises estão impecáveis!
Beijinhos menina :D

Ana. disse...

Obrigada, meninas, obrigada. Tenho de reler as vossas palavras mais vezes, a ver se entra alguma coisa!
:)