sábado

Porque é mesmo assim, simples...

Quando começo um trabalho, faço contas aos números de páginas, às horas, aos dias, às folgas e embora me saiam sempre furadas (sou de letras, tenho sempre desculpa para contas que ao fim de uma semana já não batem certo!), inicialmente acredito sempre que vou cumprir o objetivo todos os dias.
Faço cronogramas elaboradíssimos, em Excel atentai!, com quadradinhos e colunas e espaço para registar os minutos que demoro a fazer uma página.
O pior é quando os quadradinhos ficam por preencher, ou os números que os enchem não são os que queria, os que precisava.
É por isso, que há pouco mais de cinco minutos, decidi reformar a tabelinha deste trabalho que parece não avançar. A ideia é ela ajudar-me a ver o progresso que vou fazendo, mas quando os espaços em branco me deixam mais angustiada do que aqueles preenchidos (ainda por cima com números horríveis) está na altura de adotar o mantra do costume e abandonar estratégias para meninos, que na verdade nunca funcionam.

Por isso, se uma página me levar 25 minutos, paciência.
É o que é.
Uma página é apenas um conjunto de frases. Assim sendo, voltamos ao de sempre - à unica coisa que funciona, porque não há mais simples do que isto, não há mais realista do que isto.

Uma frase de cada vez.
Vou fazer uma frase de cada vez.

O trabalho não pode ficar por fazer.


*
*

1 comentário:

gralha disse...

Como em tudo na vida, de resto.