sexta-feira

Ohh, my finger!!

I love finger and toe people... Francois.






Não sei se vem mais chuva ou se é desta que vem o calor, mas dói-me tanto o meu indicador direito - o famoso barómetro em forma de dedo que "adquiri" sem saber como - que me custa horrores escrever.
Sou uma datilógrafa preguiçosa, só uso quatro ou cinco dedos para escrever e os indicadores são de longe os mais utilizados. Bonito.
Se é o dedo a dizer-me que está cansadito, que as teclas o chateiam e etc e tal, está feito ao bife, porque antes de poder descansar uns dias enterrado na areia quente e refrescar no mar (que se espera quente também) ainda vai ter de teclar muito!
Mas muito mesmo.
Vou de férias de hoje a um mês e tenho tanto, tanto que fazer nestes 30 dias que nem vale a pena estar com muitas contemplações.
Nem valorizar dores, até porque quando este prazo acabar, tenho a certeza de que as dores do indicador serão as que menos me vão apoquentar.
Até estou com medo!
Sou capaz de desaparecer durante uns tempos, mas depois conto como foi!

*
*

2 comentários:

gralha disse...

E deixares crescer uma unhaca gigantesca, daquelas à fadista, colares-lhe uma nél de gel? Será que não funciona como uma espécie de muleta de dedos?

Ana. disse...

Ahahahaha, gralha! Só tu mesmo para me sugerires uma unhaca de gel!! A mim, que não aguento dois milímetros de unha sem ir a correr para o corta-unhas!! Era pior a emenda do que o soneto!
:)