quinta-feira

You Gotta Pump It Up!


Três dias seguidos com dores de cabeça horríveis, latejantes, acompanhadas de vómitos, vista turva, intolerância à luz e a qualquer movimento brusco. Estômago frágil, frágil, arrepios de frio e verdadeiros acessos de calor. Noites mal dormidas.
Isto depois de uma semana com faringite e entupimentos vários.

Foram assim os últimos dez dias. Uma beleza.
Depois de me lamentar, de ter muita peninha de mim e de chorar sonora e silenciosamente, consoante a ocasião (!), comecei a achar que o meu corpo me estava a querer dizer qualquer coisa.
Do tipo: descansa mais, dorme mais, come melhor, VAI À PORRA DO GINÁSIO!
MUTLEY, DO SOMETHING!

E pronto, chegou o momento.



Ontem dormi mais horas, comi bem o dia todo, não trabalhei e fui ao ginásio fazer uma aula que não fazia há bem mais de um ano (se calhar dois), porque a certa altura comecei a achar que me massacrava os músculos de que mais preciso - os braços.
Fui fazer Pump e amei, como sempre, porque sempre foi uma das minhas modalidades favoritas.
Fiz tudo com imenso cuidado, estive a aula toda atenta à posição dos pulsos, usei pesos de menina (!!), fiz as flexões com os joelhos no chão, não fiz tudo o que podia, mas fiz o que devia numa primeira aula ao fim de tanto tempo de interregno. E fiquei tão, mas tão feliz, tão satisfeita comigo, com a aula, com aquela sensação que já não sentia (passo o pleonasmo!) há tanto tempo!
Sorri durante quase toda a aula (também houve alturas em que a minha expressão era de pura dor, mas dor boa, o que no fim faz sorrir e pensar - porra, fui capaz de chegar ao fim) e voltei a lembrar-me como gosto daquilo.

Hoje estou completamente dorida, partida, esfrangalhada, o que lhe quiserem chamar!
Mas é uma dor boa.
Preciso de reforçar os músculos; deixá-los sossegadinhos com as contraturas que o trabalho me provoca não é a solução, porque quanto mais fracos estiverem, quanto menos os trabalhar, mais facilmente os magoo durante as intermináveis horas que aqui passo, agarrada ao computador.
Por isso, sim, hoje dói-me tudo, amanhã também vai doer, mas daqui a um mês sei que vou estar mais forte, mais resistente, mais definida e muito mais contente. O Pump tem esta vantagem, os efeitos notam-se ao fim de pouco tempo e é uma modalidade altamente viciante. Duas aulas por semana é o ideal para mim.
Só tenho é de ter sempre cuidado e ser muito minha amiga (voltamos sempre ao mesmo) para não me magoar.
Afinal preciso dos braços para trabalhar!

Mas hoje é um dia bom, pareço uma velha a levantar-me e a sentar-me porque as coxas me gritam MAIS DEVAGAR!!, mas hoje é um dia muito
bom!

*
*


6 comentários:

gralha disse...

Precisamente :) Bons treinos!

Melissinha disse...

O melhor que podemos fazer para evitar as dores é mesmo fortalecer os músculos, por isso, way to go!

Estou na fase zumba. Só me apetece zumba, faço 3, 4 vezes por semana (em casa). Como a fisiologista (agora sou seguida por uma) disse que o importante agora era o trabalho cardiovascular, tudo bem.

Ana. disse...

Sim, Melissa, também faço Zumba que é um bom cardio e pura diversão! Faz-me um bem danado à psique!
Conta lá mais da fisiologista...
;)

Ana. disse...

Thanks, gralha!

Isto vai!

Naná disse...

Esses sintomas que descreves no primeiro parágrafo chamam-se "enxaquecas"...

E não há nada melhor que a dor física para atenuar as outras todas ;)

Ana. disse...

Sim, Naná, bem sei e sei também que os medicamentos que tomo para elas acabam com a dor mas não acabam com a causa!
:)