segunda-feira

Feliz Natal!!




Eu adoro o Natal.
Gosto da macacada toda de fazer a árvore e enfeitar os móveis, as janelas, de colocar as velas espalhadas por todo o lado, gosto das tradições que fui criando na minha casa (é giro que quando se está em casa dos pais, vai-se um bocadinho a reboque daquilo que eles fazem, das tradições que criaram ao longo do tempo, na nossa, embora algumas coisas transitem, temos a oportunidade de fazer as coisas à nossa maneira, de criar a nossa própria magia!), gosto de comprar presentes, e de os fazer também. No dia 6 de dezembro começo a ouvir músicas de Natal, mudo o toque do telemóvel - este ano é o Jingle Bells! - e ando genuinamente mais feliz, por ser Natal.

Não me sinto mais generosa nesta altura do ano, nem trato as pessoas com maior benevolência. Nessa hipocrisia não acredito. Há é mais pessoas a pedir à porta das lojas, mais campanhas de solidariedade e uma consciencialização social maior, que na verdade devia durar todo o ano.
Continuo a fazer jantares e almoços de amigos com troca de prendas e cada vez gosto mais; gosto de ir vendo que o tempo passa e que não deixamos de nos encontrar, de nos importarmos uns com os outros. Gosto de ver os meus amigos mais crescidos, com filhos, com barbas grisalhas, com trabalho (às vezes muito, de mais!) e ver que estão bem, que continuam parvos como sempre, que continuamos a rir-nos em conjunto, que continuamos nós e nossos.

Há muitas coisas de que gosto nesta época. A única coisa de que não gosto é da noite de 23 para 24... hoje.
Vou ficar sozinha, como tenho ficado nos últimos anos. E é difícil dormir sabendo que o Nuno está a trabalhar toda a noite e que amanhã tem de pegar no carro para vir para casa. Isto sim, é pouco natalício para mim. Não gosto de dormir sozinha, tenho medo dos espirros do vizinho, tenho medo da viagem do Nuno, tenho medo de tudo e de nada.
Mas é só uma noite, e passa num instante...

Depois... Bem, depois É NATAL!!

Feliz Natal!

:)

*
*



Sem comentários: