terça-feira

Quentinho...



Depois da descida de temperatura de ontem, e da monumental chuvada que caiu durante a tarde e noite nesta terra que mais parece um aquário, chegou a altura de arrumar as camisolinhas frescas e de trocar os sapatos de lugar.
As sabrinas, as sandálias e as cunhas que me levaram para todo o lado durante este verão, que a certa altura me parecia interminável, deram lugar às botas de cano alto e às galochas.
Adoro o verão, nasci no verão e é a minha estação, com céu azul e sol brilhante, mas também gosto do inverno; a única coisa por que não morro de amores é pelo vento e pela chuva. Embora também não goste de calor opressor, aquele calor que não nos deixa dormir e que torna o trabalho (muitas vezes com dois computadores e dois candeeiros) um verdadeiro tormento, foi com alguma nostalgia que hoje arrumei o armário, empurrando as blusas para uma ponta e puxando as camisas e casacos para o meio.
Chegou a altura das castanhas assadas, dos lenços ao pescoço e dos lençóis polares.
E eu devo estar de facto a ficar velha, porque gosto deste conforto quentinho todo!

*
*

1 comentário:

Naná disse...

Cá pelas minhas bandas, nunca arrumo definitivamente as roupas de verão...
ainda hoje as uso, com um casaco de meia estação...