terça-feira

A Miúda Foi Fazer RPM



Hoje estava no ginásio, já no fim da aula, com a sensação de dever cumprido e pronta para vir trabalhar mais um bocadinho, quando ouvi uma miúda a queixar-se a outra: Ai, estou cá com uma vontade... estar aqui é hoje é como matar-me. A outra perguntou: Mas marcaste com o pt? E ela responde: Não, mas ontem foi domingo e não vim; já viste, se não viesse hoje... TEM de ser! Mas olha, parece que me estão a matar.

Ok, já sei que às vezes é preciso insistir, que quanto menos vezes se vai ao ginásio, menos se tem vontade de ir, mas caramba, TER de ir ao ginásio hoje porque ontem não se foi e, que deus não permita, faltar dois dias seguidos equivale praticamente a sacrilégio... É pá, é um bocadinho exagero.
O desporto pode ser altamente viciante, mas a não ser que se seja atleta profissional (e não creio que fosse o caso!), não me parece que deva ser uma tamanha obrigação.
O ginásio, para mim, é um local onde vou desintoxicar, onde me divirto, onde esqueço as frases (os parágrafos, caraças, os livros) filhos da mãe, onde procuro tratar do corpo, sim, mas sobretudo onde esvazio a cabeça. Jamais o sentirei como uma obrigação, como uma morte; porque no dia em que isso acontecer o propósito perdeu-se. Deixa de fazer sentido.

Compreendo que nem toda a gente pensa como eu, que há quem só queira cuidar do corpo e comer ervilhas de manhã, à tarde e à noite, mas tenho cá para mim que fazer desporto contrariado (ou fazer de conta que se faz - sabem aquelas pessoas que fazem rpm e mesmo nos momentos mais difíceis pedalam, pedalam e pedalam como se estivessem a ser perseguidos por uma trupe de zombies?!) até é coisa para fazer mal!
A mim fazia.

*
*

3 comentários:

Naná disse...

Se é por obrigação, não tem piada!

Essas pessoas que vivem para o culto do corpo, no matter what, fazem-me muita confusão...

Melissinha disse...

Odeio ir, gosto de lá estar e adoro a sensação no fim. Uma relação em fases, portanto.

Ana. disse...

Mel, a mim custa-me sair de casa, mas nesses dias custar-me-ia sair para ir ao pão, ou para ir comprar uma camisola! Mas é como dizes, a sensação no fim é óptima!
;)