quarta-feira

Em Stand-by




Eu leio muito. Porque faz parte do meu trabalho e porque é o que mais gosto de fazer quando não estou a trabalhar.
Estranho, já sei.
Sempre li todos os tipos de livros e tinha um grande orgulho em afirmar com propriedade que nunca deixava nenhum livro a meio (porque, quem sabe? a surpresa podia estar mesmo no fim)!

Depois tentei ler Saramago e não gostei. Debati-me muito, mas acabei por deixar dois livros dele a meio.
Continuei a ler muito e a achar que é feio não acabar os livros, é cruel não dar uma segunda oportunidade à história, às personagens, ao autor, que pode ter tido um rasgo de génio no último capítulo, talvez até no prólogo.
Só que entretanto o meu tempo para as leituras por prazer diminuiu, a minha capacidade de sacrifício também e agora dou por mim (depois de ter lido um punhado de livros seguidos realmente bons) incapaz de "gastar" tempo em livros que não me motivam, em personagens que me irritam e em autores que, por muito bem que escrevam, não me conquistam. É muito triste e um pouco perverso até, estar a olhar para as 300 páginas lidas e pensar "Bolas, que ainda faltam 500...", ou "Chiça, isto é muita parra e pouca uva".  Gosto de livros grandes e já li muitos a poupar páginas, a fazer contas ao minimo de páginas que conseguia ler por dia para conseguir saborear melhor a história e o livro durar mais. Caraças, já chorei por acabar de ler livros que amei!

Para mim, também não tem grande importância que toda a gente tenha gostado de determinado livro, que todos me digam que vale a pena, que não posso deixá-lo a meio. Posso, pois!
Cada livro tem um significado diferente para cada um de nós.

E decidi não sacrificar mais tempo a ler uma coisa que não me prende.
Talvez noutra altura volte a pegar nele e se dê o clique!

*
*


3 comentários:

Naná disse...

Eu também leio um livro até ao fim por teimosia, nem que seja para no fim poder afirmar com toda a propriedade que não gostei!

Tal como tu, e tendo em conta a lista enorme, que cresce de dia para dia, começo a não ser tão teimosa para chegar ao fim dum livro que não me está a prender...

Ana. disse...

Neste momento, Naná, teimosia só tenho uma: o Freedom! Hei de conseguir!
;)

triss disse...

Também me acontecia o mesmo, tinha sempre que acabar os livros:-) Agora tenho menos tempo e menos paciência, assim ou o livro me prende ou então adeus.
Há excepções, e por vezes acontece dar uma segunda oportunidade a um livro, ou ler o mesmo livro vezes sem conta, ou ficar aflita quando acabo um livro mesmo bom porque "meu deus, e agora? será que vou encontrar outro livro tão bom?"
:-)