terça-feira

Mas depois penso que fui eu que escolhi e não queria outra vida...




esta coisa de andar sempre a correr, de andar sempre a rezar para não acontecer nenhum imprevisto, que o computador não pife com o trabalho lá dentro, que não me estatele no meio da rua e dê cabo de uma mão, de um pulso ou de um cotovelo; esta coisa de ir para o ginásio e medir as consequências de tudo o que faço (e quando não meço e me magoo de maldizer a vida); esta coisa de estar um serão no sofá porque também é preciso, de ir à seguradora porque tem mesmo de ser e ir ao stand porque é o mais acertado; esta coisa de andar sempre a correr contra o tempo está a dar cabo de mim.
Palavra que está.

*
*

2 comentários:

Melissinha disse...

Entendo e partilho.

Princesa Tagarela disse...


Cansa....pois cansa!!