sexta-feira

Acho cá uma piada...

Acho que a imagem é repetida, mas apeteceu-me.


Basta uma pessoa quinar para toda a gente falar dela.
Podem nunca se ter lembrado dela em vida, não saber o nome, não conhecer a obra nem a fronha, mas morreu... Puff! Fez-se luz!
Nestes últimos dias não há cão nem gato que não lamente a morte do senhor arquiteto brasileiro, como se todos fossem grandes admiradores da obra dele há milénios e de repente lhes caísse um peso na alma porque o mundo perdeu um grande artista...
E que tal celebrar as pessoas em vida?

A mim, que sou resmungona e comichosa, apetece-me distribuir tabefes, já que daqui a nada estamos no Natal...

Irra!

*
*

3 comentários:

Ana C. disse...

É triste ter ido tão jovem.

Ana. disse...

Ahahahaha!
O tio Oscar!

Naná disse...

Olha, eu acho que maior feito dele, sem lhe retirar o mérito pelas suas citações arquitectónicas, foi o seu casamento ter durado 76 anos. Isso sim é um feito!