sexta-feira

Who's That Man?


Eu até gostava de poder falar do Mo Yan, anunciado ontem como Prémio Nobel da Literatura de 2012, mas não sei quem ele é!
E gostava de saber quantas pessoas em Portugal (e na Suécia - ou fora da China - já agora) já leram alguma coisa dele. Diz-se que o próprio autor pediu para que um dos seus livros fosse retirado de circulação.  (Também com o título Peito Grande, Ancas Largas, não admira!)

Fiquei a saber destas coisas ontem, porque, lá está, não fazia ideia da existência deste autor.
Ora, ou sou eu que sou muito inculta e distraída, ou então não entendo mesmo o critério de atribuição da distinção.

É que uma pessoa põe-se a pensar em Camus, Sartre, Steinbeck, Faulkner, Llosa, Pinter, e outros autores fantásticos que já foram galardoados (não, não me esqueci do Saramago, só não gosto da escrita dele), e parece que se perdeu aqui qualquer coisa de genialidade premiada.
Enfim, não posso criticar mais antes de ler, mas que me causa estranheza, lá isso causa!

*
*

1 comentário:

Vanessa. disse...

Se és inculta e distraída, então somos duas! Nunca ouvi falar nesse senhor, até ontem!