segunda-feira

Bora Lá...



Haverá maneira de ignorar os gritos de socorro do nosso corpo e continuar a trabalhar ao mesmo ritmo, ou mais ainda, sem que daqui a uns anos estejamos completamente arruinadas?
É que sentir as articulações a queixarem-se hoje porque amanhã faz sol e amanhã porque no dia a seguir vai chover é do caraças. Do camandro. E de outras coisas começadas por C.

Ainda no outro dia comentei com uma amiga: Como estaremos nós daqui a vinte anos?
Completamente F**idas!!, respondeu ela. Mas a continuar a trabalhar, regardless!
Começo a achar que ela tem razão!

E já não há comprimidos que me (nos) valham...
Bora lá.

*
*

3 comentários:

Melissinha disse...

Sabes que no Brasil os datilógrafos/digitadores se reformam com 20 anos de contribuição? I wonder why.

Ana. disse...

Vou emigrar!!

Naná disse...

Por isso é que cada vez mais as chamadas lesões musculo-esqueléticas encabeçam as estatísticas de sinistralidade laboral e doenças profissionais.
Mas ainda há um longo caminho a percorrer!