terça-feira

Notas Soltas



Já disse algures por aqui que tenho sempre mil coisas na cabeça, na maior parte das vezes em total desorganização e que sou incapaz de fazer uma só coisa do princípio ao fim.
Por isso, agora que estava aqui a trabalhar e a aprender a esculpir cabeças de bonequinhos em pasta de açúcar (!!), venho debitar algumas notas soltas que me pairam na cabecita pensadora.

Todos os anos, por alturas do verão, me desespero com a questão biquíni! Não que tenha grandes problemas de auto-estima, pelo menos não mais que a maioria das mulheres com 37 (amanhã 38) anos. Gostava de mudar várias coisas no meu corpo, mas a que mais me incomoda nesta época é a barriguita que está sempre um pouco mais flácida do que eu gostaria. No inverno, quando a questão do biquíni já não se coloca, incomodam-me outras coisas. É também no inverno que me apetece comer mais bolos, mais chocolates, mais torradas com muiiiita manteiga, enfim, tudo aquilo que chegado o verão se alojou directamente na bela da barriga. Todos os anos é a mesma coisa; todos os anos prometo que vou moderar o que como e todos os anos constato que não moderei coisa nenhuma.

Ando a ler pouco.
Sei que pode parecer estranho, uma vez que o meu trabalho passa também pela leitura, mas sinto falta de ler e ultimamente ando a desperdiçar demasiado tempo a ver trash tv em vez de estar a ler. Aborrece-me, porque é mesmo desperdício de tempo - e eu uso esta expressão com bastante cuidado, já que raramente acho alguma coisa perda de tempo. Não aprendo nada naqueles programas do Extreme Couponing, do Burried Alive, do House Hunters e outros que tais que tanto gosto de ver. É vegetar ao mais alto nível, numa preguiça mental pura e dura. Às vezes até pode ser libertador ver televisão sem que isso exija grandes esforço mental, mas ando a abusar.

Devo estar a desenvolver alguma espécie de intolerância alimentar. Ou então a consumir níveis tóxicos de lacticínios.
Tenho sentido muitas dores de estômago, cólicas e uma indisposição que me impede de fazer quase tudo. E tenho vindo a reparar que fico assim depois de beber leite, comer queijo... Ora, como adoro leite, queijos então nem se fala e como e bebo iogurtes todos os dias, não me dava muito jeito estar agora a desenvolver uma intolerância à lactose ou qualquer coisa do tipo. Já sei que posso substituir produtos, marcas e etc, mas eu gosto é do que como agora!

Também estou a desenvolver intolerância a pessoas mentirosas, que vivem nos seus mundos de fantasia e tentam impingir as suas (não) verdades aos outros. Acho triste a sabotagem entre supostos amigos, que são no fundo conhecidos apenas, acho triste a falta de noção das pessoas e a sua pobreza de espírito. Acho triste a competição ridícula e não fundamentada em assuntos pessoais, como por exemplo, na perda de peso, como se o peso fosse uma coisa que se perde sem que as outras pessoas se apercebam (quando é supostamente uma graaaande perda de peso). Acho triste que as pessoas não consigam ter noção de como as outras as topam quando desatam a mentir à bruta. É a atitude de avestruz no seu expoente máximo!

Já ando a sonhar com as férias. Sim, já tive uma semaninha de férias este ano, mas quando for em setembro, significa que já acabei o trabalho que tenho para fazer e estou ansiosa. Quero voltar aos meus livros sem bonecos.

Tenho sempre muito medo de me queixar do trabalho, de parecer mal agradecida pelas oportunidades que me têm surgido, mas sempre que saio da minha zona de conforto (literatura, ponto), sinto uma insegurança enorme, questiono todas as minhas opções linguísticas, questiono a capacidade de síntese e desejo ardentemente voltar ao que me faz feliz.

Está quase.

Em duas semanas fiz três vezes bolo de mirtilos. Estou oficialmente enjoada de mirtilos. Também fiz queques de morango e mini queques de coco. Não ficaram bons. Há duas semanas que trabalho com livros de bolos. Estou enjoada de bolos. Isso não é bom!

Voltei ao BodyBalance depois de dois meses de ausência e estou toda partida. Adoro fazer aquilo, sinto-me super bem, tenho boa flexibilidade, tenho jeito para a coisa, mas dói-me tudo. Assim, tudo, pernas, braços, abdominais, pescoço (por ser tansa a fazer abdominais, claro!!), acho que até as órbitas dos olhos me doem!

E amanhã faço anos!

*
*

2 comentários:

Melissinha disse...

TANTAS COISAS :D

Ana. disse...

That's me!!