domingo

FDP Sem Nome



Quem ateia fogos, seja para limpar matas, para comprar madeira mais barata ou simplesmente para "ver arder", devia começar a morrer aos bocadinhos por dentro.
Primeiro derretiam os órgãos menos importantes, a bílis, a vesícula, um rim; depois passava à bexiga, ao intestino, ao estômago; depois, devagar, muito devagar, o outro rim, um pulmão... Importante era que fosse bem lento, sempre com a consciência em alerta e o coração a bombar.
Por fim, levava-se estes fdp e colocavam-se no meio de uma clareira em chamas até cheirar a porco queimado (que só não é o que estes animais são porque os porcos são queridos e não fazem mal a ninguém).
Quem sabe, daqui a três ou quatro anos, se acabasse com esta merda.
Agora, quando se identificam os criminosos, são obrigados a apresentar-se na esquadra mais próxima todas as semanas. Uiiii, que medo! Aposto que isso os vai desencorajar quando voltarem a passar por um pinhal ou mata bem verdinhos...

*
*

Pssst: E uma palavra de gratidão e verdadeira admiração pelo que os bombeiros voluntários fazem pelo verde de todos nós. Deviam ser recompensados de outra forma. Alias, num país que todos os anos sofre com esta tragédia, não faz sentido a maior parte dos bombeiros serem voluntários, deviam ser todos sapadores, receber pelo trabalho heróico que fazem e ter uma possibilidade de carreira. Obrigada!

*
*

Sem comentários: