segunda-feira

Tum-tum, tum-tum...



Eu sei que são só gatos, que largam pelo, miam a meio da noite e vomitam em cima dos tapetes, mas para mim há poucas coisas mais enternecedoras que estar sentada (quase deitada, vá) no sofá, com um gato de oito quilos ao colo e sentir o coraçãozinho dele a bater contra o meu peito.
Tum-tum, tum-tum...

*
*

3 comentários:

Joanissima disse...

Enternecedor, é pouco... só quem tem felinos (que nos têm a nós) é que percebe a magia da perfeição de um momento assim...

: )


(eu bem digo que, deep inside, tenho 3 filhos... : )))

Joanissima disse...

(e olha que porra que agora nao se pode seguir os comentarios posteriores!!!!)

Ana C. disse...

Dos gatos, nada entendo. Apenas invejo a capacidade de transmitirem a arte de preguiçar. Nenhum animal transmite melhor o dolce fare niente :)
Adoro ver um gato estirado ao sol.