segunda-feira

Falar ou Não

Imagem retirada do Pinterest


Nós não somos todos iguais.
No outro dia dizia a uma amiga que ela quando anda mal não fala, guarda tudo lá dentro, até não aguentar mais e que isso não era bom.
Porque não sou nada assim. Se me doer a ponta da unha toda a gente sabe do meu drama e sou capaz de fazer um verdadeiro tratado à conta da calamidade.
Quando cheguei a casa estava a falar com o Nuno e disse-lhe que não entendia por que motivo as pessoas não falavam do que as incomodava ou magoava.
Com o bom senso que já lhe é característico, perguntou-me:
- Mas por que é que tu achas que toda a gente se sente melhor falando? Já pensaste que nem todas as pessoas são como tu?
E isto calou-me.
Porque não, nunca pensei que pode haver quem lide bem com as suas merdas sem ter de falar delas até à exaustão.
Como o meu grande alívio e purga se faz falando, custa-me entender que exista quem se resolva de outros modos.
É uma das coisas que tenho de trabalhar. Não achar que todas as pessoas sentem da mesma maneira.

*
*

6 comentários:

Melissinha disse...

sou igual! E igual no handicap também :)

Princesa Tagarela disse...

......é por isso que te mando mensagens a horas consideradas estranhas!! É do tipo ...ou falo ou rebento ! ;)))

Beijooo

Ana. disse...

@Melissinha: Gostava de generalizar menos, sabes? E de ter sensibilidade para ver que há quem seja diferente e resolvida mesmo assim...

Ana. disse...

@Tagarela! Olha lá, e de quem era o número, que não reconheci?!
Hmm...

Princesa Tagarela disse...

....era o meu de trabalho.....calmaaaa!!!! :P

Ana C. disse...

Meter tudo para dentro não pode ser bom. Mas meter tudo para fora, com toda a gente, também não...