quinta-feira

Falta de Chá

Imagem rertirada do Pinterest


Ando aqui há que tempos entalada com uma cena e como não sou pessoa de reagir bem a entalanços, vou ter que verbalizar. Na impossibilidade de verbalizar a quem realmente merecia (sou demasiado bem educada para isso) lanço as minhas postas de pescada aqui, que foi exactamente para isso que criei esta chafarica.

As pessoas quando não sabem receber em casa não deviam nunca, jamais, em tempo algum ser anfitriãs do que quer que fosse.
Acho de um profundo mau tom receber gente em casa por obrigação e depois não fazer o mínimo esforço por disfarçar, por fazer as pessoas sentirem-se bem-vindas.
Compreendo que por vezes é cansativo, trabalhoso, dispendioso até, mas quando não se mexe uma palha para nada, quando há três ou quatro pessoas a ajudar e quando a despesa foi distribuída (desigualmente) pelos convidados, não entendo o mau humor, as trombas e o não saber estar.
Que muita gente tem falta de chá já eu sei, é coisa que vem no sangue, mas que alguém vista o pijama às oito da noite e se vá deitar no sofá da sala coberto com uma mantinha quando os convidados ainda estão à mesa, parece-me de uma falta de educação tremenda. Inominável.

Eu não sou rancorosa, esqueço-me com facilidade daquilo que me dizem (a não ser que me magoe muito), mas costumo ter boa memória para os actos de má educação que presencio. Não sei porquê, as imagens ficam-me cravadas na psique, enquanto as palavras ditas se vão evaporando com o tempo.

E ainda vou demorar muito tempo a esquecer o que senti num destes dias.

*
*

5 comentários:

Ana C. disse...

Isto não é falta de chá. É antipatia e ostilidade puras, mesmo.

Naná disse...

Isso não é falta de chá... é mesmo falta de educação e de consideração pelos convidados...

Ana. disse...

Pois, eu chamo-lhe falta de chá porque, mesmo não parecendo, sou uma miúda simpática...

Princesa Tagarela disse...

...e, é tão bom, reconfortante mesmo receber em casa pessoas a quem queremos de coração, que, até custa a crer que exista quem faça festas e festarolas para sair bem no figurino ou tão somente porque faz parte!! Uma pena mesmo. Quando isto acontece ...coloco-lhes logo uma cruz por cima!!

gralha disse...

Parece-me que muito do mal está nesta tradição tão portuguesa de as pessoas se sentirem mesmo obrigadas a receber. E depois nota-se que foram obrigadas, e não que o fazem por prazer.