quarta-feira

Amizade e Amor

Do sítio do costume...


Como até nem tenho grande coisa para fazer (!!), estava aqui a pensar sobre a amizade e o amor - coisas ligeirinhas, portanto!
Houve uma altura em que achei que estes sentimentos, estados de alma, condições, o que lhes quiserem chamar, não tinham nada que ver um com o outro. Andava eu no nono ano, tive um namorado que me ofereceu por ocasião do Dia dos Namorados um quadrinho de madeira com uma boneca toda fofinha lá pintada e com a frase "Ter uma amiga como tu é a melhor coisa do mundo".
Fiquei tão indignada, tão triste, porque eu queria um quadrinho que dissesse que eu era a melhor Namorada do mundo... agora Amiga... pfff!
E ainda por cima gostava mesmo dele, achava-lhe um piadão e não estava nada à espera de ser classificada como "boa amiga".
Falta só dizer que quando andava no nono ano era muito parvinha. Pronto, está dito!

Agora, quando penso nestes dois sentimentos, acho-os muito próximos um dos outro, não exactamente dissociáveis, mas complementares, principalmente no que diz respeito às relações amorosas (sim, que também se pode amar um amigo, sem que tenha que ver com O Amor!).
Adoro pensar que o meu amor é meu amigo, que me vê como amiga dele, com tudo o que este estatuto implica. Não quero ser só amiga dele, nem quero que ele seja só meu amigo; há um mundo de coisas que queremos/podemos/devemos ser um para o outro. Mas a amizade é importante, sim. Para mim é.
Faz-me sentir segura. Faz-me sentir que tenho rede.
E se o Nuno agora me oferecesse um quadrinho a dizer que ter uma amiga como eu era a melhor coisa do mundo... bem, atirava-lhe com o quadro acima!

Alguma da parvoíce já se foi, mas há coisas que ficam!!

*
*



6 comentários:

Naná disse...

Ahahahahah... pobre do Nuno!
Eu sou da opinião que se não formos amigos do nosso "amor", quando um dia ele se desvanecer, não haverá cola que consiga uni-lo melhor que a amizade!

Ana. disse...

Naná, quando o amor se desvanecer... vai cada um para seu lado! A amizade não serve para aguentar a falta de amor, pelo menos para mim...
;)

Anónimo disse...

Cospe para cima cospe...

Ana. disse...

Ora bem, a verdade é que não cuspo, nem para cima nem para baixo!
Não sei, é cá uma coisa minha, não gosto do acto!

Mami Dete disse...

É, portanto, uma cena que não te assiste isso de cuspir! =P

Ana. disse...

Parece que não, Mami, parece que não!!