segunda-feira

Homem Alado...


Eu adoro representações de anjos.

Desde que não sejam ícones religiosos óbvios.
Gosto de representações despretensiosas destas magníficas criaturas aladas, sem as ligar necessariamente ao mundo da religião.
E não gosto de querubins gordinhos com os cabelos aos caracóis. Ou lisos. Ou carecas!
Dito isto...

Esta deve ser uma das esculturas mais bonitas que já vi.
Tenho a sorte de a ter no centro de Braga e por isso passo por ela imensas vezes.

Quando convivemos de perto com as coisas e elas se tornam mais familiares aos nossos olhos, perdem um pouco o encanto, a surpresa, deixam de nos arrebatar. Sinto isso em relação a algumas coisas que as pessoas que visitam Braga pela primeira vez sentem - e Braga é uma cidade linda. Aposto que os habitantes de Barcelona não sustêm a respiração de cada vez que olham para a Sagrada Família e que os Egípcios não tiram fotografias a segurar na Esfinge... porque as coisas tornam-se habituais, estão sempre lá.

Pois quando passo por este anjo não consigo evitar olhar para ele com um sentimento de quase paixão.
Dá-me pena vê-lo à chuva. Vê-lo ao sol. E dá-me pena vê-lo cheio de teias de aranha. Se bem que estas últimas até lhe ficam bem... E sempre lhe fazem companhia.

Olho para ele como se fosse um anjo caído em desgraça que contempla com resignação aquilo em que a sua vida se transformou. Um homem alado imortal condenado a ficar para sempre numa cadeira de ferro enferrujado, a olhar para os pobres e insignificantes mortais que passam na rua sem dar por ele...

É por isso que quando abrando o passo e olho para o rosto dele, o admiro e invejo as suas asas, juro que o vejo a sorrir de volta para mim...
E o meu dia, ou noite, fica instantaneamente mais brilhante!

*
*

3 comentários:

Ana C. disse...

Adorei esta imagem e o teu texto.
Não me importava de passar por esta estátua todos os dias...

Princesa Tagarela disse...

...eu acho que gosto de comtemplar figuras de anjos...pelo facto de eles terem asas...fascinantes asas!!

Este é um texto que me faz lembrar que sinto o meu anjo da guarda imensas vezes...obrigado!

;)

Banita disse...

Já eu, tenho um complexo qualquer com qq coisa que me faça lembrar algo religioso, fujo disso como o diabo da Cruz! LOL