quinta-feira

À La Recherche du Temps Perdu




É com alguma tristeza no coração que informo os meus leitores (sim, os dois que me visitam diariamente!) que nos próximos dez dias vou hibernar.
Quem diz dez, diz doze! (Que espectacular aliteração!)

Não me vai acontecer nada de especial, além do facto de ir trabalhar para compensar le temps perdu.
O meu livro está atrasado e, na fase em que está, precisa de bastante dedicação.

Sendo assim (e uma vez que este inesgotável mundo virtual me consome cada vez mais tempo e me entusiasma mais) vou fazer de conta que estou de férias e aproveitar para... trabalhar.

A verdade é que nunca pensei que a blogosfera fosse tão envolvente. Está perto de ser um vício, está de certa forma a sobrepôr-se às minha obrigações enquanto trabalhadora independente. Tenho completa isenção de horários de trabalho, não tenho mapas de produtividade, sou absoluta e completamente senhora do meu tempo - com tudo de bom e mau que essa condição acarreta - e ultimamente não ando a aplicar o meu tempo da melhor maneira.

Por isso, como se aconselha em todos os vícios, vou passar por um cold turkey period.
Vou concentrar-me no livro que tenho em mãos, que não é pêra doce e já devia estar acabado.

Não terei muito tempo para passar nos espaços onde tanta vez me encanto, por isso, não pensem que morri ou que me fartei de vos ler. Vou só fazer uma breve pausa.

Não se preocupem os fiéis leitores (nenhum dos dois) que eu volto.
Volto mais contentinha, realizada e orgulhosa.
Com mais tempo.
E de bem com a vida.

Depois pomos a conversa em dia!
Até breve!

*
*

5 comentários:

Ana C. disse...

Que susto pensei que ias fazer uma tradução do Proust...
Eu compreendo-te, também já devia ter escrito um certo trabalho e com esta coisa da blogosfera, perco imenso tempo.
Força, vou ter saudades. Sou uma das tuas duas leitoras ;)

Banita disse...

Cá te espero! Vá, mas volte, sim?
beijinhos e bom trabalho!

Naná disse...

Acho que vou sentir falta de vir aqui todos os dias...
Bom descanso! A trabalhar...
Percebo a questão do "vício"... estou de licença de maternidade e habituei-me a este "contacto" diário!

Ana. disse...

Deus me livre, Ana C!!
Proust só para ler quando inspirada!!


O que dizer, meninas?!
Obrigada!
Também tive saudades!!
;)

Miguel disse...

Eh lá!! Mais uma escritora no nosso pequeno (grande?) grupo de bloggers!!!
Bom trabalho!