segunda-feira

Regressar a Casa


A minha Serra continua linda!



Ontem fui a casa.

Fui de fugida, não estive lá muito tempo.
Mas continuo a achar que não é preciso muito tempo para matar as saudades que tenho dos meus pais, irmãos, tios... Afinal falamos quase todas as semanas.
Gosto de os ver, de ouvir as queixas que fazem uns dos outros, de dar o meu conselho apaziguador, de dar beijinhos e certificar-me que sabem que gosto deles e que me preocupo.
Sinto-me bem, sinto-me amada e sei que faço lá falta.
E eles também me fazem falta a mim.

Mas o melhor destas viagens é regressar a casa. À minha.
It's oh so quiet... It's oh so still...

Eu não nasci para estar sozinha.

Apesar de ser bastante individualista não sou capaz de me imaginar a viver sem família, sem amigos, sem ninguém...
Mas também já não me imagino a viver ao pé da minha família. A partilhar involuntariamente tudo o que diz respeito aos meus dias só porque estamos perto.

Gosto da minha vida assim. Cada macaco no seu galho. Cada papagaio no seu poleiro.
E não quer dizer que goste pouco das pessoas. Mas acho que, estando longe, gosto ainda mais delas. Porque não nos saturamos uns aos outros.

E assim é que tem de ser.
*
*

1 comentário:

Princesa Tagarela disse...

...dos quatro anos que trabalhei fora da nossa burgo-aldeola, esta é a imagem que tenho mais presente...a Serra...com nevoeiro, com nuvens, com o pôr do sol e tantas vezes com o luar. Diáriamente, quando via a Serra, eu sabia que estava de volta a tudo o que preenchia a minha vida!!

Beijjoooooss