sábado

Gargalhadas!

Imagem tirada da Net



O riso sempre me pareceu ser a forma mais civilizada de música do Universo.

Peter Ustinov


É por isso que ouvir falar uma tagarela que eu cá conheço, é música para os meus ouvidos!

O dia pode estar a correr mal, posso ter mil coisas para fazer e andar com a cabeça freneticamente ocupada, mas os minutos que passo a ouvir a Cláudia, chegam para recarregar baterias e esquecer o mundo!
Mesmo quando por entre gargalhadas surgem os assuntos mais sérios...

Nem sei explicar, mas o seu riso quebrado, rápido, com uma alegria inesperada, a gargalhada inconfundível que não ouvi durante tanto tempo, mas que ao entrar novamente de rompante na minha vida estava exactamente igual, deixa-me leve, faz-me sentir em casa!

Faz-me lembrar quando tínhamos quinze anos e fomos comprar os poemas da Florbela Espanca...
Era tudo tão simples e ao mesmo tempo tão complicado! Como só os quinze anos conseguem ser!
Mas mesmo assim, ríamos como se não existisse tristeza nem agrura que nos afectasse.

Entretanto, nos quinze anos seguintes algumas coisas mudaram, mas o essencial de nós e a gargalhada intemporal da Cláudia continuam aqui!

E ainda bem!
*
*

2 comentários:

Simplesmente...eu!! disse...

Por vezes deixas me sem palavras!!

Beiiijoooss!

A. disse...

O que é difícil!...