terça-feira

Uma Vida Minimamente Normal...

Imagem tirada da Net



Em todos os livros, passo sempre pelas mesmas fases.

Quando pego neles fico entusiasmada por ter mais trabalho, ansiosa para saber que surpresas e desafios me reservam e de um modo geral feliz por poder fazer aquilo que gosto, a única coisa em que me imagino a trabalhar.

Algumas fases depois, quando faltam cerca de cem ou cento e vinte páginas para acabar, começo a ficar impaciente com as personagens, desejosa que descubram o que fazer para acabar depressa a história, ansiosa por acabar o trabalho e entregar o livro.
Até sonho com a história, com o autor, com as personagens, com a capa...

Neste momento estou nesta fase saturada. Queria pegar hoje nas cento e poucas páginas e acabá-las de uma vez, para me poder dedicar ao livro seguinte... e recomeçar o ciclo!

Trabalho porque gosto, porque preciso e porque me dá um gozo incomensurável chegar ao fim de um livro, voltar a lê-lo e dizer:
"Chiça que isto está bom! Consegui mais uma vez!"

Vou voltar às minhas páginas, para ver se daqui a uns dias sinto o coração repleto de orgulho ao olhar para mais um trabalho acabado.

E para ver se consigo voltar a ter uma vida minimamente normal!
*
*

Sem comentários: